Está virando tradição terminar uma competição e a gente receber um relato legal. Desta vez foi do casal de alunos, Thalita e Conrado, que participaram da Maratona de Chicago na semana passada.

 

Eu e o Conrado estamos juntos há 2 anos e nos conhecemos na corrida. Na época éramos de outra assessoria. Tinha corrido minha primeira meia maratona e ele já tinha algumas maratonas. E desde que começamos a namorar a corrida e tudo que a envolve tem cada vez mais presença na nossa vida.

Entramos na Teo Esportes em outubro do ano passado e, na época, já tínhamos conversado bastante e decidido que 2017 seria o ano da minha primeira maratona. Então resolvemos tentar o sorteio para a maratona de Chicago. Em dezembro saiu o resultado e os dois foram sorteados. Seria minha primeira maratona e a 7ª dele.

 

 

Foi um ano difícil. Eu trabalhei até um pouco antes da prova em 2 empregos (70hrs semanais). Mesmo antes de começar a periodização eu tinha um medo e ansiedade muito grande de como seria esse período, já que eu trabalhava tanto. Tinha muito medo de não dar conta, ficar muito cansada e não conseguir cumprir os treinos, planilhas.

Quando efetivamente a periodização começou tínhamos que acordar as 4 da manhã na terça e na quinta, porque às 5 estávamos na lagoa seca para treinar e, assim, voltar em tempo para casa e sair para trabalhar. O Conrado sempre positivo e nunca me deixava desanimar. O grupo de amizade formado na Teo Esportes pelos atletas que iam para Chicago também ajudava muito. Todos passam apertos, tem suas dificuldades, mas todo mundo sempre animado, colocando o outro para cima, incentivando. Em especial a Dulce Lagoeiro com quem eu fiz todos os meus treinos. Ela também participou da Maratona de Chicago. As vezes ela estava desanimada, outras eu, mas uma sempre apoiando a outra e passamos pela periodização bem. Ela ia para sua 3ª maratona e foi muito bom treinar com alguém que já tinha experiência. O Teo também, semanalmente em seus feedbacks incentivava, o que ajudou muito a passar por esse período.

 

Foi difícil, mas muito gratificante esses 3 meses de foco total.

 

A prova

A maratona de Chicago é linda, especial. Esperávamos um dia frio, mas pegamos um calor considerável. Fiz um pouco acima do tempo que eu queria, mas acabei sendo mais conservadora devido ao calor e o certo medo do tal “muro” depois do km 30 e não me arriscando muito. \rra minha primeira prova queria chegar bem, feliz e foi isso que ocorreu.

Completei em 3:49:08seg, satisfeita por ser minha primeira. Chicago é uma cidade linda e no dia da corrida respira a maratona. A população sai em peso para rua com instrumentos musicais, cartazes, placas e todo tipo de adereço para de alguma forma te incentivar. Você nunca corre sozinho. Jovens, idosos, crianças.

 

 

Durante os 42km há pessoas gritando e torcendo. É sensacional. Faz a prova passar muito rápido. Durante a prova você tem todos os pensamentos e todas as sensações do mundo. Uma hora acha que vai quebrar feio, em outra que está correndo da melhor forma possível e vai fazer um super tempo. Passar pela linha de chegada é quase indescritível. Uma sensação de força de vontade, superação, foco, disciplina. Independente se fez o tempo que queria ou não. Porque a final de conta, eu havia acabodo de correr 42km e 195metros.

 

 

Eu e o Conrado largamos em currais diferentes, portanto durante o percurso nao tive contato com ele, só após. Ele tinha um objetivo ousado, queria 3:10 e acabou fazendo 3:21. Maratona, faz parte. Não era o dia. Mas eletambém achou toda a prova sensacional. As maiores maratonas são provas diferenciadas: estrutura e organização são impecáveis. É muito legal. No domingo da prova e na segunda-feira a medalha estava sempre no peito. As pessoas na rua dão parabéns, lojas dão desconto para quem é finisher…. é sensacional.

Voltamos para BH já inscritos em outra maratona: qual será? Vou deixar para contar só quando eu estiver lá. Mais saibam que será muito especial.

 

 

Sou muito grata a todos os treinadores do Teo, ao grupo. Acertamos em cheio quando há 1 ano resolvemos mudar de assessoria. Nossa performance melhorou muito na corrida.